Gestão da Sala de Aula – Docência no Ensino Superior

Desenvolve características acadêmicas e profissionais do professor do ensino superior. Estabelece um sistema de desenvolvimento profissional contínuo para o professor. Melhora a estrutura das aulas, especialmente, no que se refere aos recursos didáticos, recursos bibliográficos e tecnológicos. Saiba mais.
 

Gestão da Sala de Aula – Docência na Pré-Escola (2 a 5 anos)

Instrumentaliza profissionais para a gestão e docência na Educação Infantil, promovendo reflexões acerca da aprendizagem, do desenvolvimento, bem como do planejamento de ações didático-pedagógicas, fundamentando-se em concepções teóricas vigentes. Saiba mais.
 

Alfabetização: Leitura e Ensino da Língua Materna

Forma especialistas em alfabetização, promovendo reflexões acerca da alfabetização e do letramento, fundamentando-se na psicogênese da língua escrita e em práticas alfabetizadoras discursivas. Saiba mais.
 

Coordenação Pedagógica

Coordena diferentes saberes promovendo a articulação entre as áreas do conhecimento do currículo; gerenciar o processo de construção e partilhamento dos diferentes conhecimentos e saberes da equipe; gerenciar a preparação e a execução da proposta pedagógica e do plano curricular; incentivar, apoiar e monitorar a reflexão sobre a sala de aula, a prática pedagógica e a avaliação do ensino e da aprendizagem. Saiba mais.

 

** Valor da mensalidade dos cursos de Pós-Graduação: R$ 400,00 (18 parcelas)

 

Etapas de Ingresso - 2018

  1. Preenchimento de Ficha de Inscrição no site e envio do currículo.
  2. Pagamento de taxa de R$100,00 (enviaremos boleto por e-mail quando confirmarmos a inscrição). Este valor será descontado da primeira parcela do curso.
  3. Participação do processo de seleção.
  4. Realização de matrícula.


Etapas do Processo de Seleção

  1. Análise de currículo (nome, idade, formação acadêmica (ensino médio, graduação, pós-graduação), experiência profissional  e relação de cursos de formação continuada). Anexado na Ficha de Inscrição.
  2. Prova escrita e redação de uma pequena dissertação (17 de março, às 8h). Os temas que podem ser abordados na prova são:

    Cursos: Docência na Pré-Escola / Docência no Ensino Superior
    . Concepção de ensino-aprendizagem
    . Função social da escola
    .​ Papel do professor

    Curso: Alfabetização

    . Concepção de ensino-aprendizagem
    . Função social da escrita
    . Alfabetização, letramento e cultura letrada
    . Papel do professor

    Curso: Coordenação Pedagógica

    . Concepção de ensino-aprendizagem
    . Função social da escola
    . Desafios da coordenação pedagógica
    . Diretrizes para a educação

    *Os candidatos podem trazer livros para consulta no dia da avaliação. 
  3. Entrevista, se necessário

    Serão considerados os seguintes critérios de seleção:

    . Experiência profissional (currículo)

    . Posicionamento sobre temas relevantes de educação

    . Capacidade de leitura e reflexão por meio da produção escrita

 

    

 

Os cursos de extensão estarão sob responsabilidade do Centro de Formação Continuada. O Centro de Formação Continuada oferecerá programas de formação profissional desenvolvidos em parceria com instituições, de ensino superior ou de educação básica.

Os programas de formação terão carga horária e conteúdos especialmente distribuídos para equilibrar teoria e prática, preparando os professores e profissionais da educação para as para as demandas do mercado de trabalho.

Farão parte do Centro de Formação Continuada:

  • Professores e profissionais da educação com ampla experiência;
  • Cursos In Company, desenvolvidos de acordo com as necessidades do cliente;
  • Serviços de orientação profissional desenvolvidos pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico.

A formação dos professores e dos profissionais, que lidam com a informação e com o conhecimento e que se veem diante do redirecionamento do papel da educação e da escola, necessita de cursos de graduação, enquanto etapa inicial de formação e, de uma flexibilização que impulsione a educação continuada numa perspectiva de uma aprendizagem permanente.

Para dar conta desse desafio, são colocadas algumas exigências para o papel desempenhado pelos educadores. Estas exigências precisam estar contempladas desde o início de sua formação para que possam mediar o ensino e a aprendizagem dos alunos, lidando com a diversidade e a singularidade entre eles e elaborando projetos para desenvolver conteúdos curriculares significativos e contextualizados.

É preciso que sejamos um centro formador, disseminador, sistematizador e produtor do conhecimento, promovendo a formação desses profissionais, prevendo o desenvolvimento de competências fundamentais para sua atuação. Tal formação precisa “estimulá-los a aprender o tempo todo, a pesquisar, a investir na própria formação e a usar sua inteligência, criatividade, sensibilidade e capacidade de interagir com outras pessoas” (Diretrizes para Formação de Professores).

Se queremos uma escola comprometida com o aprendizado do aluno é preciso que a formação, inicial e continuada, se paute em alguns princípios norteadores, como: o novo conceito de escola (detentora de uma relação dinâmica), a competência (enquanto mobilização de conhecimentos para a implementação de uma ação), a coerência entre essa formação e a prática (considerando a simetria invertida, a aprendizagem, os conteúdos e a avaliação) e, por fim, a investigação (enquanto atitude sistematizadora das teorias expressa na compreensão dos processos de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos, assim como a autonomia para interpretar a realidade e os conhecimentos que se propõe a ensinar).

O perfil do profissional da educação precisa ser o do MESTRE, que, além, de ser um “eterno aprendiz”, ensina seus alunos que a vida é um constante aprender, dando ênfase ao ensino-aprendizagem dos métodos de pensar das ciências físico-matemáticas, biológicas e sociais, a fim de estimulá-los a uma vida de instrução significativa e de estudos.

Nossas ações precisarão garantir o contínuo desenvolvimento de competências referentes ao comprometimento com os valores inspiradores da sociedade democrática, à compreensão do papel social da escola, ao domínio dos conteúdos a serem socializados, ao domínio do conhecimento pedagógico, ao conhecimento de processos de investigação que possibilitem o aperfeiçoamento da prática pedagógica, ao gerenciamento do próprio desenvolvimento profissional.

Estas competências serão desenvolvidas por um currículo que, mesmo atendendo à flexibilização, está articulado aos conhecimentos da educação básica, aos diferentes âmbitos do conhecimento profissional do educador, à seleção dos conteúdos às áreas de ensino da educação básica e à orientação ao trabalho em relação ao seu processo de aprendizagem e qualificação.

Provas e Resultados

- Aprovados no Processo Seletivo de 17 de março. Clique aqui!

- Aprovados no Processo Seletivo de 20 de março. Clique aqui!

- Aprovados no Processo Seletivo de 21 de março. Clique aqui!